sábado, 30 de abril de 2016

Resenha: SOBRE O BEHAVIORISMO (B.F.Skinner)

Um ótimo livro para quem quer saber mais sobre a Ciência do Comportamento é SOBRE O BEHAVIORISMO, do nosso querido Skinner:




Nesta obra, o autor elucida muitos preconceitos acerca do Behaviorismo, explicando de maneira clara e didática seus principais conceitos. Ideal para estudantes de Psicologia, este livro traz uma vasta gama de informações que podem fazer o leitor mudar seus conceitos a respeito desta abordagem terapêutica tão amada e tão odiada por diversas pessoas no mundo todo.


  

Boa leitura!!! :)

domingo, 24 de abril de 2016

3 sinais de que você ainda não esqueceu seu (sua) EX

Final de relacionamento é uma coisa complicada, não é mesmo? Sentimos tristeza, amor, ódio, desamparo, culpa, arrependimento, carência, tudo misturado. Fica difícil enxergar as coisas objetivamente nessa fase, afinal, é normal sentirmos uma baita confusão mental. 




Veja 3 sinais que podem indicar que você ainda não conseguiu esquecer seu (sua) EX:

1 - Você segue seu (sua) EX obsessivamente nas redes sociais
Hoje em dia, como as pessoas costumam se expor bastante na Internet, fica fácil saber o que o (a) EX anda fazendo por aí. Seguir a pessoa que tanto lhe magoou todos os dias, com um interesse mórbido, é sinal de que você ainda não conseguiu se desapegar desse ser. Será que isso é produtivo? Será que não atrapalha a sua recuperação e, consequentemente, a superação do rompimento amoroso?

2 - Você se esforça para frequentar os lugares que o (a) EX frequenta
É claro que você não precisa deixar de frequentar os lugares que lhe agradam, mas se esforçar para frequentar os mesmos lugares que o (a) EX frequenta na intenção de tentar forjar um encontro "casual" é sinal de que você ainda não esqueceu o (a) ex-parceiro (a). Por que você faz tanta questão de encontrar com essa pessoa? Examine bem suas intenções e seja honesto com você mesmo.

3 - Você força uma amizade suspeita com os parentes e amigos do (a) EX
Se você é amigo (a) dos parentes do seu EX, tente não ficar colhendo informações e nem tentando passar recados indiretos a quem tanto lhe decepcionou. Usar os outros como garotos de recados é uma coisa muito, muito feia. Tente separar o joio do trigo, mantendo somente as amizades sinceras, sem tentar manipular ninguém a seu favor. Afinal, você quer ter AMIGOS, não ALIADOS, certo?

Quer saber mais? Assista ao vídeo onde dou maiores detalhes sobre o tema:


  

Recentemente terminei de escrever o livro Como esquecer quem não te merece, um guia prático para quem quer e precisa superar uma separação de maneira rápida e objetiva. Nessa obra, diversas ferramentas foram disponibilizadas para que possamos superar mais facilmente um rompimento amoroso. Com a ajuda da Terapia Cognitivo-Comportamental e da Programação Neurolinguística, o sofrimento que decorre de uma separação mal elaborada pode ser abreviado, ajudando assim a pessoa a retomar as rédeas da própria vida de maneira mais tranquila e natural.
(Texto: LIGIA GUELFI)




- Assista a alguns vídeos sobre o tema em nosso canal do YouTube:  https://www.youtube.com/playlist?list=PLIAoLtb8NRbtmte6htbybFnLMa12e4hzh

terça-feira, 19 de abril de 2016

Testei: GLICOPAN PET para Reconstrução Capilar

Há alguns meses venho usando o GLICOPAN PET, que é um suplemento vitamínico de uso veterinário, para fazer sessões de reconstrução em meus cabelos. Qual foi o resultado? EXCELENTE!!! :D




A primeira vez que ouvi falar sobre essa história de passar Glicopan no cabelo, fiquei com medo. Porém, como eu estava com os fios absurdamente detonados por conta de uma progressiva mal feita, achei que valia a pena correr o risco. Apliquei e deu super certo! Já faço esse processo há uns 7 meses e até agora não tive nenhum problema. 

Como usar?

Misture uma tampinha de Glicopan Pet a umas 3 colheres (sopa) do seu creme de hidratação preferido. Aplique no cabelo lavado com shampoo antirresíduos e deixe agir por 20 minutos, massageando e enluvando todas as mechas. Retire a misturinha enxaguando os fios com água abundante e finalize como de costume. Repita a operação de 15 em 15 dias.

Algumas pessoas reclamam do cheiro do produto, mas não achei tão ruim assim. Tem cheiro de ração de cachorros/gatos, só isso. O cheiro sai na lavagem seguinte, não é nada do outro mundo.

Nunca usei o produto puro, sem o creme de hidratação, portanto não posso dizer se dá certo ou errado. Também sempre respeitei o tempo de pausa, ou seja, 20 minutos apenas. Não sei o que pode acontecer caso a pessoa deixe a mistura no cabelo por mais tempo.

Pra mim, essa novidade deu super certo! Pretendo continuar fazendo a reconstrução em casa com Glicopan, afinal, estamos em crise e não dá pra pagar uma fortuna reconstruindo os cabelos no salão! rs

Vale a pena tentar!!!


sábado, 16 de abril de 2016

Como aprender Inglês com Música - ATIVIDADE 05 - FINAL

E chegamos ao final da série COMO APRENDER INGLÊS COM MÚSICA. Nossa atividade final é uma atividade bem simples, que pode ser executada por alunos do básico, intermediário e avançado.




É muito simples: escolha uma canção e numere seus versos, como no exemplo:

Clique na foto para ampliar


Depois, pegue a tradução desta música, embaralhe as frases e coloque um parêntese em frente a cada verso:

Clique na foto para ampliar



O aluno terá, simplesmente, que associar cada verso com sua respectiva tradução. Fácil, né?

Veja maiores detalhes e explicações no vídeo:

 


E aqui se encerra nossa série. Espero que tenha sido útil e que você tenha melhorado sua relação com o Inglês. Obrigada pela audiência!!! :D

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Resenha: PROSPERIDADE - Fazendo amizade com o dinheiro - Lair Ribeiro

Um ótimo livro para quem quer reprogramar suas crenças e conceitos a respeito da Prosperidade é a obra de Lair Ribeiro:




O livro, baseado em PNL (Programação Neurolinguística), vai propor diversos exercícios para que você identifique e mude suas crenças limitantes e enfraquecedoras. Em linguagem fácil e simples de ser entendida, o autor discorre sobre como podemos nos sabotar em relação à nossa vida financeira. 

Muitas vezes, temos sentimentos dúbios em relação ao dinheiro: ao mesmo tempo que queremos prosperar financeiramente, sentimo-nos culpados quando ganhamos uma grande quantia. Por que isso acontece? 
O autor explica, usando exemplos corriqueiros e pequenas histórias, como nossa mente pode nos pregar peças e bloquear nosso sucesso na vida.

Saiba mais detalhes no vídeo:

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Como esquecer seu (sua) EX - Respondendo a perguntas #1

Nos últimos dias, recebi algumas perguntas a respeito do processo de Como esquecer o (a) EX. Selecionei três delas e tentei respondê-las de maneira objetiva e sucinta, preservando a identidade das pessoas, evidentemente. Veja:

1) Por que preciso estar ciente dos defeitos do meu EX logo no início do relacionamento?

É muito comum ouvirmos a seguinte frase: “No começo ele era um príncipe, depois virou um sapo!”. Isso frequentemente acontece nos relacionamentos. Com o tempo vamos enxergando os defeitos do outro, pois à luz da convivência tudo se mostra. É impossível fingir por muito tempo. Uma hora ou outra as máscaras caem, e aquela peculiaridade que parecia tão bonitinha no começo do relacionamento se torna insuportável depois de um ano ou dois. Por isso, ter consciência de tudo o que o incomoda no ex logo no início do relacionamento é tão importante. Agindo desse modo, você terá uma melhor visão das coisas e estará dando a seu cérebro todos os elementos para o processo de recuperação e cura, caso um dia se separe.

2) Como lidar com possíveis recaídas? 
 
Geralmente, tendemos a ter recaídas em momentos de tédio, solidão ou stress. Sempre que começar a ruminar pensamentos emotivos de saudade, coloque-se em atividade, distraia-se com algo que lhe traga prazer. No fim de um relacionamento, é normal nos sentirmos inseguros e temerosos em relação ao futuro. Claro que você poderá fraquejar e acabar tendo uma recaída. Isso acontece. Porém, evite o máximo que puder se expor ao ex, pois é claro que você será magoado. Tente se preservar o máximo possível, pois nem sempre voltar com o ex-parceiro é uma boa ideia. Pode parecer uma ideia atraente no momento de desespero, mas depois você perceberá que estava apenas se sentindo solitário. Aprenda a administrar sua solidão!

3) Devo arranjar um novo amor?

Popularmente se diz que a melhor coisa para esquecer um rompimento é arranjar um novo amor. É um bom conselho? Sim e não. É uma boa se você arranjar alguém que realmente valha a pena, alguém que vá gostar de você de verdade e que não está ao seu lado somente para se aproveitar do seu momento de carência. Não é uma boa pedida ficar com qualquer pessoa que cruze o seu caminho apenas para preencher um lugar que ficou vago, apenas para passar o tempo. Mesmo que você não fique com ninguém novo, saiba que o fato de se convencer de que existe alguém melhor e mais adequado do que o ex para fazer par com você é um santo remédio. Você nem precisa arranjar alguém, de fato. Precisa acreditar que existe um ser muito melhor esperando pra te conhecer e pra fazer parte da sua história.




**Recentemente terminei de escrever o livro Como esquecer quem não te merece, um guia prático para quem quer e precisa superar uma separação de maneira rápida e objetiva. Nessa obra, diversas ferramentas foram disponibilizadas para que possamos superar mais facilmente um rompimento amoroso. Com a ajuda da Terapia Cognitivo-Comportamental e da Programação Neurolinguística, o sofrimento que decorre de uma separação mal elaborada pode ser abreviado, ajudando assim a pessoa a retomar as rédeas da própria vida de maneira mais tranquila e natural.**
(Texto: LIGIA GUELFI)




- Assista a alguns vídeos sobre o tema em nosso canal do YouTube:  https://www.youtube.com/playlist?list=PLIAoLtb8NRbtmte6htbybFnLMa12e4hzh

- Envie sua pergunta comentando aqui no blog, na nossa Fanpage no Facebook ou no nosso canal no YouTube! :)

terça-feira, 5 de abril de 2016

Resenha: DEIXAR DE SER GORDO (Flávio Gikovate)

Você gostaria de aprender um pouco mais sobre regimes, dietas, obesidade, compulsão alimentar?
Então, o livro ideal para você ampliar seus conhecimentos é DEIXAR DE SER GORDO,  do médico psiquiatra e psicanalista Flávio Gikovate:




Nesta obra, o autor explica como os estados emocionais e psicológicos podem influir no ganho e na perda de peso. Diversos são os fatores que provocam a obesidade e, certamente, nosso psiquismo tem um papel importante nesse processo.

Para maiores detalhes, assista à resenha em vídeo:


segunda-feira, 4 de abril de 2016

5 dicas para esquecer o (a) EX

Está difícil esquecer o (a) EX?
Seu relacionamento terminou e você não sabe o que fazer?




Não se desespere!!! Temos 5 dicas simples que poderão lhe ajudar a superar a separação de uma maneira mais digna e menos dolorosa:

1- Mude sua rotina
Sabia que nossa rotina pode influenciar bastante o nosso estado emocional?
Se você estava acostumado a fazer certas atividades com seu ex, certamente ficará triste ao executar as mesmas ações sozinho. Sendo assim, uma mudança de rotina é extremamente bem-vinda, pois lhe dará a impressão de estar vivendo uma "vida nova".

2- Não se vitimize
Não se sinta um fracassado porque seu relacionamento acabou. Milhões de pessoas se unem e se separam todos os dias, em todos os lugares do mundo. Não se vitimize, não se coloque para baixo nem se sinta menos do que as outras pessoas. Você tem seu valor próprio independentemente de estar namorando/casado ou não.

3- Não coloque o EX num pedestal
Não fique afirmando que seu EX é a última bolacha do pacote. Enxergue os defeitos dessa pessoa de maneira realista e não coloque panos quentes nas mancadas que ela deu. Seja realista e pese os prós e contras do seu relacionamento. Assim, você não mascara a realidade e não fica se sentindo um coitado que não deu certo na vida. 

4- Concentre-se em outras áreas da sua vida
Aproveite que seu relacionamento terminou para se dedicar a outras coisas: estudos, profissão, trabalho, família, hobbies, amigos. A vida oferece muitas oportunidades de prazer e realização, portanto, não coloque seu relacionamento no centro de tudo. Dedique-se a você!

5- Reveja suas crenças a respeito do amor e dos relacionamentos
Será que suas crenças e expectativas a respeito do amor são reais? Você não está sonhando com um amor mágico, idealizado, irreal? Ajuste suas crenças ao que é possível e aprenda a lidar melhor com a realidade. Não fantasie demais e não espere que as pessoas se encaixem em suas idealizações. Desse modo, suas chances de ser feliz no amor aumentarão muito.

As 5 dicas acima estão bastante resumidas. Quer obter informações mais detalhadas sobre essas estratégias? Assista ao vídeo:




Recentemente terminei de escrever o livro Como esquecer quem não te merece, um guia prático para quem quer e precisa superar uma separação de maneira rápida e objetiva. Nessa obra, diversas ferramentas foram disponibilizadas para que possamos superar mais facilmente um rompimento amoroso. Com a ajuda da Terapia Cognitivo-Comportamental e da Programação Neurolinguística, o sofrimento que decorre de uma separação mal elaborada pode ser abreviado, ajudando assim a pessoa a retomar as rédeas da própria vida de maneira mais tranquila e natural.
(Texto: LIGIA GUELFI)




- Assista a alguns vídeos sobre o tema em nosso canal do YouTube:  https://www.youtube.com/playlist?list=PLIAoLtb8NRbtmte6htbybFnLMa12e4hzh

sábado, 2 de abril de 2016

Redefina suas crenças e esqueça seu (sua) EX!


Quando nos apaixonamos, nos submetemos a um tipo de “lavagem cerebral”. Nos convencemos, através de palavras ditas a nós mesmos e aos outros, que nosso novo amor é o máximo, que tem essa e aquela qualidade incrível e que devemos passar o resto de nossas vidas junto com ele. E as juras de amor, então? Fazemos em alto e bom som promessas de amor eterno, sem pensar se vamos mesmo conseguir cumprir tudo aquilo que prometemos.


Todas as crenças que temos, desde a infância, foram incutidas em nossa mente pelos nossos pais, professores e pela mídia, através de palavras. Nosso pensamento é estruturado por frases e afirmações, por isso não se surpreenda se você acreditar em certas coisas que, analisadas com profundidade, parecem tolas ou absurdas. Por exemplo, você pode ter ouvido desde pequeno que beber leite com manga faz mal. Até hoje, na vida adulta, você pode continuar acreditando piamente nesta afirmação. Porém, quem garante que isso seja verdade? Você já leu o parecer de cientistas ou profissionais especializados na área sobre o assunto? Já examinou as estatísticas? Enfim, aceite o fato de que você pode acreditar em muitas bobagens só por costume, só porque foi condicionado a crer em certas “verdades” que podem ser completamente parciais. 


Sua religião, o lugar onde você vive, o jeito como enxerga seu trabalho, suas ideias sobre o amor, tudo isso pode ser apenas um amontoado de palavras equivocadas. Você deve, então, redefinir suas crenças a fim de criar sua própria verdade, a fim de verdadeiramente definir sua própria opinião a respeito das coisas.

Os exercícios de avaliação a respeito do ex funcionam da seguinte forma: se você, num passado distante ou recente, classificou o seu ex como “O homem/mulher da sua vida”, dificilmente conseguirá se sentir plena e satisfeita com outro(a) parceiro(a), concorda? Se você verbalizar a seguinte frase: “Jamais serei feliz com outra pessoa”, você estará se condicionando a ser infeliz. Você estará construindo sua própria “prisão mental”. Sendo assim, o primeiro passo para mudar um comportamento equivocado é mudar seu pensamento.  

Lembre-se: pensamentos geram crenças e crenças geram comportamentos.


Para esquecer quem não te merece é necessário conscientizar-se, em primeiro lugar, de que essa pessoa realmente NÃO te merece. Listar os defeitos do ex e suas mancadas é uma ótima técnica para mudar o modo como sua mente enxerga a situação. Mudando o conceito, muda-se também os sentimentos e as reações. Se Fulano passou de “o amor da minha vida” a “uma laranja podre que comprei por engano”, certamente seus sentimentos mudarão e você conseguirá se desapegar muito mais rapidamente.

Pense comigo: não existe “amor à primeira vista”? Se as pessoas podem se apaixonar tão rapidamente, também podem se “desapaixonar” na mesma velocidade!


Desqualificar o ex através de palavras e declarações pode parecer um processo nada romântico, mas acredite: dá certo! Os mais puritanos dirão que esse tipo de coisa é pecado, que perdoar e oferecer a outra face é a melhor pedida, mas quem aguenta ser humilhado e desprezado eternamente? Você tem que pensar em si mesmo em primeiro lugar, sem se preocupar com os conceitos de perdão e desapego que aprendemos desde pequenos. Você prefere ser condescendente e maltratado por pessoas aproveitadoras ou ser taxado de “ruim”, mas manter sua dignidade intacta? Pense nisso. Nem sempre passar por bonzinho é a melhor escolha! Pare de pensar na opinião dos outros a seu respeito e proteja-se dos abusos cometidos por terceiros!
 



Recentemente terminei de escrever o livro Como esquecer quem não te merece, um guia prático para quem quer e precisa superar uma separação de maneira rápida e objetiva. Nessa obra, diversas ferramentas foram disponibilizadas para que possamos superar mais facilmente um rompimento amoroso. Com a ajuda da Terapia Cognitivo-Comportamental e da Programação Neurolinguística, o sofrimento que decorre de uma separação mal elaborada pode ser abreviado, ajudando assim a pessoa a retomar as rédeas da própria vida de maneira mais tranquila e natural.
(Texto: LIGIA GUELFI)




- Assista a alguns vídeos sobre o tema em nosso canal do YouTube:  https://www.youtube.com/playlist?list=PLIAoLtb8NRbtmte6htbybFnLMa12e4hzh